Planos Detox

 
Estamos a um dia da véspera de Natal e por isso não podia haver melhor altura para falar sobre isto. Sim… porque depois das fatias de rabanada deliciosas e do bolo rei tradicional, chegam as campanhas detox de “perca tudo o que ganhou neste Natal” e “comece o ano novo com novos objectivos”. Pois bem, temos boas novidades: este ano, não vão ter de gastar dinheiro a comprar packs detox e passar uma semana a sumos verdes com sabor a aipo. 
Então porque? Passamos a explicar: 
 
 
 
O que é um plano detox?
 

Na sua grande maioria, o que os planos de detox comercializados atualmente oferecem, é uma dieta à base de sumos com a (suposta) capacidade  de desintoxicar o organismo de toxinas acumuladas. A ideia é que depois de alguns dias a beber sumos de frutas e vegetais, perdemos peso e limpamos o corpo de impurezas e toxinas que se possam ter acumulado no nosso corpo como resultado de algumas “más escolhas”. Contudo, não é bem assim: 

A alegação “detox” é uma alegação de saúde errada e não aprovada pela EFSA (entidade que aprova legalmente as alegações de saúde associadas a determinados alimentos). Sabemos que atualmente não há qualquer evidência científica que comprove a capacidade de “desintoxicar” destes tão falados planos e sumos detox.  A função de “desintoxicar” é mantida diariamente pelo fígado e rim, e a sua função não depende de nenhum sumo verde, roxo ou azul. Mais que procurar uma solução rápida para desintoxicar, é importante evitar a necessidade de o fazer.  Para uma boa desintoxicação o melhor é mesmo: não fumar, evitar beber álcool, e procurar comer de forma saudável ao longo do tempo. Sabendo que é natural haverem dias em que comemos menos bem, e que não é por isso que precisamos de fazer um “detox”. 

Como funciona a perda de peso nestes casos?

A perda de peso não é eficaz.  Pensa-se que por cada grama de glicogénio muscular, haja retenção de 3-4 g de água. Ou seja, o que acontece neste tipo de dietas é que depois de uma restrição intensa há diminuição das reservas de glicogénio e com isso perda de “peso de água” igualmente. Esta perda de peso é portanto passageira, e assim que se retomar uma dieta normal e equilibrada, muito provavelmente o peso é recuperado.

Serão benéficos a longo prazo?

São planos altamente restritivos, e como tal, na pessoa errada podem promover uma má relação com a comida, que a meu ver é sempre deletério. A ideia de que é necessário restringir alimentos inteiros, e passar o dia a beber sumos (que a mim pessoalmente não me da prazer nenhum), pode induzir um stress grande e ser por isso contraproducente. Adoro mastigar e comer bem. Desintoxicar o corpo para contaminar a cabecinha não serve de grande coisa, e certamente terá mais malefícios a longo prazo.

Serão um bom investimento?

São caros e uma despesa desnecessária. É natural e compreensível que depois de umas férias grandes ou fim de semana de excesso (como o natal por exemplo), se sinta necessidade de fazer uma dieta para nos sentirmos melhor. Mas para isso nao é preciso gastar 30 a 50 euros por dia em planos detox. Algumas dicas são: Aumentar a ingestão de vegetais, fazer refeições mais leves, cortar alimentos processados (incluindo refrigerantes, bolachas integrais), beber água/chá e fazer exercício. 🙂 Ser saudável não tem de ser caro, mesmo.

Conclusão:

Tudo isto para dizer: a solução rápida e aparentemente eficaz parece sempre mais fácil, mas nem sempre compensa. Um comprimido milagroso, uma dieta de 3 dias que “resolve tudo”, era o sonho de muitos nós, mas de facto não vale a pena, e é importante perceber que não há pressa. Se sentes que tens de perder peso: calma! Tens tempo para atingir os teus objetivos, e se o fizeres de forma gradual e adequada às tuas necessidades, provavelmente será uma perda de peso muito mais sustentável e saudável.  Acreditamos em promover o equilíbrio. E isso inclui uma alimentação variada, maioritariamente proveniente de alimentos pouco processados, com ingestão de fruta e vegetais, mas também, com certeza, com dias de festa e jantares com amigos sem escolhas pensadas ao pormenor.

Esperamos que tenham gostado deste primeiro artigo, e que nos acompanhem ao longo deste projecto 🙂 

Bom Natal e Boas Festas! Aproveitem para estar com a vossa família, sem restrições e sem excessos extremos. Importante é estarmos felizes e rodeados de quem gostamos! O ano tem 52 semanas e não é esta que dita o estilo de vida que temos ao longo do ano 🙂